#RezemPelaVenezuela


Atualmente está acontecendo uma verdadeira guerra civil na Venezuela. O regime socialista que governa o país está usando meios desproporcionalmente violentos contra a população para reprimir os protestos que estouram em vários locais do país, levando centenas de milhares às ruas para se manifestar contra a situação de inflação galopante, crise econômica e desabastecimento que atinge o povo Venezuelano. As parcas notícias que saem por aqui dão conta de três mortos, mas a julgar pelas fotos que aparecem aqui e ali nas redes sociais, e pelo fato deu que as comunicações estão cortadas, e de que os veículos da mídia e as autoridades do país são levadas em rédias curtas pelo regime Maduro, é possível que este números de mortes seja maior.

Como era de se esperar da mídia brasileira vendida, quase nada sai nos jornais por aqui. Quem quiser se informar tem que recorrer às redes sociais (Facebook, Twitter…), ou a alguns veículos da mídia qua ainda conservam sua independência jornalística. Neste álbum do Facebook podemos ver fotos do que está acontecendo por lá. O álbum está sendo atualizado freqüentemente. A cobertura mais completa e confiável está sendo feito pela jornalista Graça Salgueiro, principalmente em seu programa Observatório Latino pela Rádio Vox. Ela também é responsável pelo blog Notalatina. Um exemplo dos pouquíssimos jornais que está dando uma cobertura decente aos fatos é a Gazeta do Povo.

Nós cristãos temos o dever de ajudar como pudermos. O regime Maduro é socialista e o socialismo foi condenado pelos últimos 10 papas. Além disso, o socialismo é um dos principais erros que da Rússia que Nossa Senhora alertou, quando apareceu em Fátima no começo do século passado, que se espalhariam pelo mundo a não ser que a Rússia fosse consagrada ao Seu Imaculado Coração. Nós cristãos estamos envolvidos na luta contra o socialismo onde quer que ele se encontre.

Como podemos ajudar? Em primeiro lugar rezando. Neste link há uma proposta de rezarmos um terço por dia pela queda do regime Maduro. Eu já adicionei esta intenção ao terço que eu rezo todos os dias. Neste outro link, temos a proposta de fazermos jejum na Sexta-Feira pelo mesmo motivo. Sempre é possível propôr outras ocasiões para rezarmos pela Venezuela como Adorações Eucarísticas, Grupos de Orações, etc. Podemos também protestar. Neste link há a proposta de uma manifestação em frente ao consulado da Venezuela que será realizada no Rio de Janeiro. Manifestações similares podem acontecer em outros lugares do país. Além disso há esta petição online para que a OEA aplique a carta democrática na Venezuela, da qual a própria Venezuela é signatária. E, finalmente, podemos divulgar pelos meios a nosso alcance, para que mais pessoas se unam a esta causa.

Que Cristo Rei reine em todas as nações! #PrayForVenezuela

Milagres

O Leitor Iunes Batista me pediu por e-mail que eu falasse sobre Milagres: o que eu penso e se já vi algum. Mas antes, eu devo imensas desculpas ao Iunes, pois o estudo para falar de um tema importante como esse e as tarefas que eu tenho fora do Battle Site fizeram com que este artigo demorasse demais. Perdoe-me por isso.

Primeiro, devemos distinguir três graus de fenômenos, o que é necessário para entendermos o que é um milagre. Existem os fenômenos naturais, que acontecem meramente devido às leis estabelecidas por Deus para a natureza; Existem os fenômenos preternaturais, que são feitos através da ampliação de algumas leis da natureza; E existem os fenômenos sobrenaturais, que estão acima da capacidade de qualquer ser criado.

A título de comparação, podemos dizer que, por exemplo, um animal que ataca quando ameaçado é um fenômeno natural. Já quando um animal faz algo contra seus instintos (como a manada de porcos possuídos pela legião de demônios em Mc V: 1-13 e em Lc VIII: 27-33; ou como a manada de “elefantes cruzados” que vingou a morte de cristãos da Índia, conforme pode ser visto neste artigo do In Prælio), trata-se de um fenômeno preternatural. Porém se um animal fala (como a mula de Balaão em Num XXII: 21-35), isto é um fenômeno sobrenatural. Do mesmo modo, a cura de uma doença (como resfriado, catapora, etc.) é algo natural. A cura acelerada de uma doença que seria curada naturalmente, ou o alívio dos sintomas sem a cura são fenômenos preternaturais. Já a cura instantânea de uma doença ou a cura de uma doença incurável são fenômenos sobrenaturais. E ainda: quando um homem faz pão, com farinha fermento e um forno, isto é algo natural, pois a natureza intelectual do homem permitiu a criação desta técnica. Agora, transmutar pedras em pães é algo preternatural. Já criar pães do nada, como na multiplicação dos pães dos Evangelhos, é algo sobrenatural. Os anjos são capazes de realizar coisas preternaturais, pois têm controle sobre as coisas naturais. Da mesma forma, os demônios também podem com a permissão de Deus, pois conservaram esta capacidade mesmo com a queda. Mas nem os anjos, nem os demônios são capazes de coisas sobrenaturais: só Deus é capaz de atos sobrenaturais.

Com esta distinção bem clara, vamos aos milagres. Os milagres são fenômenos sobrenaturais, que Deus realiza para confirmar alguma intervenção Sua na história. Eu acredito neles primeiro porque a Igreja ensina que eles existem. E segundo porque existem muitas evidências de grandes milagres pelo mundo.

De cara podemos lembrar do Milagre Eucarístico de Laciano, cuja explicação se pode achar aqui e em vários outros lugares na internet. De acordo com esta notícia, um pedaço da carne resultante deste milagre foi analisado em laboratório pelo especialista Dr. Linoli, tendo os resultados sido publicados na revista Quaderni Sclavo di diagnostica clinica e di laboratório. Anos depois estes resultados foram confirmados por uma comissão da OMS.

Outro milagre bem documentado foi o da Dança do Sol em uma das aparições de Nossa Senhora de Fátima, diante de 70 000 pessoas (setenta mil!) e que foi inclusive documentado em jornal da época. O texto da notícia, assim como o scan das páginas do jornal, podem ser vistos aqui. Outro Milagre notório e que acontece todo ano, desde o século VIII, é a liquefação do Sangue de São Genaro, bispo de Benevento que foi martirizado durante a perseguição de Diocleciano. A pedra de sangue está na Catedral de Nápoles e se torna líquida todos os anos no dia 19 de Setembro, festa do santo mártir. Aqui pode ser lida uma notícia sobre isso.

Outro milagre relativamente fácil de ser comprovado é o de alguns corpos de santos que, apesar de terem morrido há muito tempo, não entraram em decomposição. O exemplo mais notável é o do Papa São Pio V, cujo corpo está incorrupto há 438 anos (quatro séculos!) e está exposto em um altar na Basílica Santa Maria Maggiori, em Roma. Outros santos cujos corpos não se decompuseram: Papa São Pio X (exposto num altar na Basílica de São Pedro, no Vaticano), São João Maria Vianney (o Santo Cura D’Ars, exposto em Ars na França) e Santa Bernadeth (exposto no Convento de Gildard, em Nevers na França). Fotos dos corpos destes santos podem ser vistas aqui. E estes são só alguns.

Embora haja todas essas evidências, temos que ter em mente que a discussão sobre a existência dos milagres pode ser muito influenciada pelo modo de pensar das pessoas. Se uma pessoa presume que milagres são impossíveis, se armará de teorias para explicá-los à luz de acontecimentos naturais. O modo como isto acontece é muito bem explicado no livro que eu estou lendo de C. S. Lewis – que a maioria das pessoas conhece como o autor da série infanto-juvenil As Crônicas de Nárnia; poucos sabem que C. S. Lewis foi um grande pensador de inspiração cristã – chamado Milagres: Um estudo preliminar. Além disso, a Igreja ensina que devemos ter cuidado com todos os acontecimentos extraordinários e que milagres só podem acompanhar pessoas verdadeiramente unidas a Deus, conforme está exposto no Compêndio de Teologia Espiritual do Padre Tanquerey. O Papa São Gregório Magno, um dos Pais da Igreja, nos alerta numa Homilia sobre o Evangelho de São Marcos que mais valem os prodígios feitos espiritualmente do que aqueles que são feitos fisicamente, pois os primeiros só podem ser feitos pelas pessoas virtuosas, enquanto os segundos podem ser realizados até prlos maus com a ajuda do demônio.

O que posso dizer da minha experiência pessoal é que eu já estive no Convento da Penha, em Vitória-ES e na Basílica de Aparecida, em São Paulo; e uma coisa em comum entre estes dois lugares que me chamou a atenção é a sala reservada às evidências de pessoas que receberam graças extraordinárias, entre as quais certamente encontram-se alguns milagres. Conheço também um homem que levou um tiro no rosto e sobreviveu de modo admirável. Antes de ser atendido pelos bombeiros ele foi consolado por uma mulher, que ele não conseguiu ver devido ao seu ferimento e que ninguém soube depois quem era. Acreditamos que foi Nossa Senhora que cuidou dele e algo que reforça esta crença é o fato de ele ter se convertido e se tornado um bom católico, juntamente com sua esposa e filhos. Ele foi meu padrinho de casamento, inclusive. Houve também uma vez em que tive que preparar as meditações e os cantos de uma hora santa diante do santíssimo na Igreja. Durante a cerimônia eu não comunguei, porém quando eu cheguei em casa, ao sentar na cama reparei que eu estava com um pedaço da Comunhão na boca.

Quero deixar claro que não tenho interesse em fazer ninguém acreditar que estes dois últimos relatos foram milagres, principalmente porque só quem pode afirmar o que é milagre ou não é a Igreja, e porque eu não merecia presenciar um milagre com a Santíssima Eucaristia naquela época como não mereço hoje. Quero apenas chamar a atenção para o fato de que coisas extraordinárias – entre elas os milagres – realmente acontecem. Mas seu real valor está em nos levar para Deus: o atentado sofrido por meu padrinho foi uma ponte para sua conversão, e o acontecimento com a Eucaristia fez com que eu prestasse especial atenção ao estudar o Catecismo de São Pio X, na parte em que ele fala das disposições para receber a Comunhão, e constatar tristemente que hoje muitas pessoas não atendem estas disposições.

Espero que meu humilde artigo tenha ajudado. Qualquer dúvida ou comentário é só falar.