PLC 122, Papa “personalidade gay” do ano e adoção

No blog Fratres in Unum há duas postagem que tratam de assuntos abordados no último programa da Liga dos Blogueiros Católicos. A primeira (leia aqui), postada ontem, fala da, por assim dizer, “extinção” do PLC 122, projeto de lei que tinha o objetivo de criminalizar a homofobia, por mais vago e subjetivo que isso fosse. No programa da Liga procuramos explicar todas as impiedades e armadilhas contidas neste projeto. No blog O Catequistaum alerta quanto a essa questão: o projeto foi extinto enquanto projeto solto, por que os responsáveis acreditam que podem inserir o conteúdo do projeto na reforma do Código Penal, que já está em andamento. Ou seja, faço minhas as palavras da Viviane Varela (destaques meus):

“E mesmo que sejamos muito vigilantes ainda existe uma outra estratégia possível: deixar o texto do Código Penal genérico o suficiente para conseguirem reinterpretações no STF, como foi feito com o Aborto e a União Civil Homossexual.

Antes era guerra… agora virou guerrilha!”

A segunda postagem (leia aqui) do Fratres fala da escolha pela revista Advocate (revista do lobby gay) do Papa Francisco como pessoa mais influente de 2013, único na vida das pessoas LGBT. Este assunto se relaciona com a escolha do Papa, pela revista Time, como personalidade do ano. No programa explicamos que a mídia está bajulando o Papa porque está iludida, achando que o Papa irá fazer uma revolução na Igreja, tornando-A um mero clube de pessoas sentimentais, sem regras morais, onde reina o mais absoluto relativismo. Agora, o movimento gayzista bajula o papa também. Meu comentário a respeito disso é: é óbvio que a mídia liberal e o movimento gayzista estão enganados em relação à postura do Papa. Mas é uma grande pedra de tropeço que o Papa seja elogiado por inimigos declarados da Cruz de Cristo. Os papas do passado se preocupavam muito mais com essa questão. Infelizmente, desde João XXIII, parece absurdo sugerir que a Igreja tenha inimigos e que, se eles estão gostando da ação das autoridades eclesiásticas, isso não é um bom, mas um péssimo sinal. Não custa lembrar que o quando o Papa Paulo VI morreu, ele foi elogiado pela maçonaria, que sempre teve entre seus planos destruir a Santa Liturgia da Igreja. De fato, um dos principais problemas que a Igreja enfrenta hoje em dia são os abusos litúrgicos, que ofendem a Deus e enfeiam o culto público da Santa Mãe Igreja, e os que cometem esses abusos o fazem alegando estar realizando a reforma litúrgica idealizada e iniciada por Paulo VI.

***

Ainda falando sobre temas tratados no programa da liga, lá foi comentado que a União Européia rejeitou definir o aborto como um direito humano. Uma das acusações dos abortistas é que nós que somos contra o aborto não pensamos no sofrimento da mãe, que seria obrigada a criar uma criança que ela não quer, e da criança, que cresceria num ambiente que a rejeita. Mas, como quase tudo o que os abortistas dizem, isso é mentira! Nós que somos contra o aborto, propomos como alternativa a adoção de crianças, mesmo por casais com filhos biológicos. O meu irmão Bruno Linhareso Andarilho – e sua esposa estão passando pelo processo de habilitação para a adoção. A última postagem no blog O legado do Andarilho trata desse assunto. Leiam e reflitam sobre isso.

Quem sabe você não se convence a salvar uma ou mais crianças do aborto?

2 opiniões sobre “PLC 122, Papa “personalidade gay” do ano e adoção

  1. Pra mim, a bajulação da mídia secular e demais inimigos da Igreja ao Papa Francisco é um recurso para conquistar maior aceitação às críticas a ele que sabidamente poderão lançar a qualquer momento no futuro. Parece-me que a mídia jamais foi simpática a Bento XVI. As críticas que faziam ao papa Ratzinger, portanto, eram evidentemente “compreensíveis”.
    Agora a estratégia mudou para a velha e má falsidade. É só uma preparação para o festival de “quem diria?!” que poderão lançar ao longo do restante do pontificado de Bergoglio.

    Mas, como eu disse a uns colegas no twitter: o ditado é “diga-me com quem andas…” e NÃO “diga-me quem te elogias…”. 🙂

    • Espero que sim.
      O “Padre Z.“, dos EUA, que eu citei na última liga diz que os progressistas, aí incluíndo a mídia secular inteirinha e pequena parte da mídia católica (!) ainda vão se decepcionar muito com o Papa.
      Espero que o Santo Padre – guiado pelo Espírito Santo – aja de modo a demonstrar que você e o Padre Z. estão certos o mais rápido possível.
      Pax et bonum

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s