Todos os cristãos deveriam estar revoltados!!!

O Andarilho me indicou pelo Twitter uma nota que saiu no portal de notícias do G1. A nota dá conta da indicação a prêmio de um filme que, entre outras blasfêmias e ataques criminosos contra a Igreja Católica, exibe uma horrível cena de masturbação utilizando um crucifixo (!!!). As implicações de tal notícia deveriam ser óbvias: ela deveria causar a revolta extrema de qualquer pessoa que se ousa chamar de cristã, essas pessoas deveriam exigir que seus párocos falassem mal deste filme para avisar a seus fiéis de todo o mal que ele traz e deveriam permanecer vigilantes para, caso esta aberração ameaçasse aparecer por aqui, fazer um barulho terrível pela proibição de sua exibição em todo o país.

Contudo, eu não quero apenas deixar essa mensagem, pois normalmente é isso o que acontece: os apologistas católicos da internet falam exatamente o que vai acima e nada, ou quase nada, efetivamente acontece. Muitos que se dizem cristãos não são tocados pelo fato e, pior, não entendem nem o motivo da revolta. Se encontram motivo para se revoltarem, estes motivos são superficiais e não duram tempo suficiente para uma reação organizada e de grande porte. E mesmo aqueles que são profundamente tocados pelo fato acabam não conseguindo explicar pros que estão fora da Igreja o porquê da revolta, sem parecerem eles mesmos tão fanáticos quanto a personagem do horrível filme, pois aprenderam através da metodologia moderna de formação católica os motivos errados e sem fundamentação racional para se revoltar com coisas deste tipo. Vou tentar dar uma contribuição maior do que o procedimento padrão.

Por que os cristãos devem se revoltar com esse filme?

Eu tinha dito que uma pessoa que protestasse sua revolta contra o filme dificilmente deixaria de parecer uma pessoa fanática perante os outros. Isso acontece porque hoje está difundida a idéia de que “brincadeiras com as coisas religiosas” são coisas inofensivas e de que só uma pessoa fanática se revoltaria com uma brincadeira. E pra piorar, devido à repetição insistente desta idéia as pessoas já acomodaram seu pensamento a ela, e passam a considerar “mera brincadeira” até os ataques mais descarados e maliciosos como é o caso desse filme. Não se trata de uma brincadeira, pois o diretor alega que está “denunciando o fanatismo religioso” e isto é coisa séria. Por mais que ele use de “ironia”, não é só porque uma coisa é irônica que passa automaticamente a ser uma brincadeira. Portanto, se é sério, os cristãos têm que levar a sério! E se alguém escarnece da Igreja em matéria tão séria, isto deve causar indignação!

Além do mais, com algumas coisas não se pode brincar. A masturbação, quando feita com consciência de que ofende a Deus, é um pecado mortal! Pode levar a pessoa, se não se arrepender, para o inferno! Se uma imagem de Nosso Senhor é usada para cometer esse pecado ainda fica pior, pois aí é um sacrilégio! Já seria horrível se isso acontecesse com uma pessoa real, mas não seria tanto motivo de revolta. O revoltante é que isso não é uma história real, e sim uma ficção, ou seja, é algo que o autor colocou na história porque quis. Se alguém deliberadamente usa o nome dos católicos e liga esse nome a pecados terríveis como a impureza e o sacrilégio e, pior ainda, apenas para se promover às custas do choque causado por tal decisão, é evidente que ele comete com isso uma ofensa terrível que exige grande reparação e que devia causar grande indignação entre os cristãos! Se não causa, é por causa da falsa noção de que hoje em dia a Igreja não ensina mais sobre coisas como “pecado”, “sacrilégio” e inferno. Só que essa noção é uma grande burrice! Não foi a Doutrina da igreja que mudou. Algumas pessoas é que, por culpa da sua insensatez, deixam de levá-la a sério. Hoje os brasileiros reclamam bastante que a impunidade é um grande incentivo para bandidos e políticos corruptos. Mas não se dão conta que repetem as mesmas idéias do mundo porque têm a sensação de uma “impunidade eterna”, isto é, a atitude de não levar a sério a Doutrina da Igreja sobre castigo divino, inferno e coisas semelhantes. O respeito pelas coisas sagradas é um valor que perdemos e que precisamos muito recuperar!

É por essas coisas, e não por um pudor exagerado, por falso moralismo, ou por outros motivos sentimentais e irracionais que esta obra blasfema deve causar grande revolta entre os cristãos.

O que fazer quanto a isso?

Pra começar, não adianta encher a caixa de comentários dos lugares onde isso for noticiado, se os comentários parecerem apenas uma enxurrada de gente revoltadinha. Os comentários que forem feitos, devem procurar ser inteligentes e firmes, sem histeria ou raiva excessiva. Perder o controle emocional na frente dos inimigos de cristo só atrapalha a defesa da fé. Aqueles que costumam ficar muito nervosos com essas coisas não devem nem falar nada, ou devem apenas apoiar e divulgar aqueles que conseguem manter o controle.

Outra coisa que dá pra fazer é uma divulgação insistente de todos os católicos que falarem desta notícia e de coisas parecidas. Pode-se, por exemplo, divulgar esta postagem aqui por e-mail, Facebook, Twitter, Orkut, SMS, etc. Por e-mail é melhor apenas convidar os conhecidos para lerem postagens como essa, ao invés de simplesmente copiar e colar, pois aí os destinatários se sentem abordados pessoalmente e se evita aquela impressão terrível de que se trata de uma correntinha. Outros apologistas católicos, como o Jorge Ferraz, o Carlos Eduardo e os autores do Igreja Militante foram convocados a se manifestar

E, é claro, pode-se falar sobre isso nos círculos de convivência. A proposta pode parecer estranha, pois é difícil se ver amigos conversando sobre esses temas sérios em momentos de descontração. Mas isto é um problema! Se uma pessoa “ama a Deus sobre todas as coisas”, por que as coisas de Deus não fazem parte do interesse de suas conversações? Se uma pessoa leva sua religião pelo menos um pouco a sério, por que não sente necessidade de conversar sobre ela espontaneamente?

O objetivo aqui, tanto dessa postagem, quanto das ações sugeridas por ela, não é “transformar e conscientizar o mundo”, pois não é assim que as coisas funcionam. O objetivo é fazer com que essas questões ganhem visibilidade: as pessoas precisam saber que com as coisas de Deus não se zomba, que é revoltante que alguém cuspa no nome dos católicos por causa de um motivo mesquinho como a auto-promoção e que os católicos levam Deus tão a sério a ponto de se importarem com estas coisas.

9 opiniões sobre “Todos os cristãos deveriam estar revoltados!!!

  1. A Igreja Católica deveria ter um mecanismo forte de defesa e preservação do patrimônio cultural cristão, algo como um órgão internacional, que congregasse autoridades nos assuntos relacionados às indústrias fonográfica, cinematográfica, etc. E por meio disso buscar firmar tratados que impedissem o uso ofensivo dos nossos símbolos.

    O cara do twitter da Revista Vila Nova comentou que os judeus têm uma liga anti-difamação. Talvez algo nesse sentido.

    • É uma idéia. Mas é preciso ter cuidado com ela, pois com um poder destes em mãos, aqueles responsáveis por aplicá-los podem se sentir muito tentados em ceder ao vitimismo. Infelizmente isto não é uma pura conjectura: os judeus, demasiadas vezes vão muito além do direito de não serem difamados. Haja vista o caso da oração da Sexta-Feira Santa pelos judeus.

      Mas o caminho passa, sim, por uma ou mais instituições de vigilância e denúncia que sirvam para, pelo menos, para mobilizar os demais católicos quando preciso. Talvez, mais ou menos como faz hoje o Instituto Plínio Correia de Oliveira.

    • Ah, ok. Ontem eu li seu cometário com um pouco de pressa. Hoje, lendo-o melhor vi que não há nenhuma emenda a ser feita à idéia. Ela faz muito sentido. Os profissionais de cada área devem se dar conta do quanto seus conhecimentos podem ajudar a defender a Igreja, mesmo não sendo diretamente ligados a atividades religiosas.

      Mas, embora fosse bom se fosse, uma coisa assim não precisa ser um órgão da Igreja. Poderia ser uma associação de profissionais católicos que tivesse personalidade jurídica nos lugares em que estivesse estabelecida.

  2. TEM QUE HAVER UMA UNIÃO ENTRE OS IRMÃOS CATÓLICOS E UMA AÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO BRASILEIRO.
    É DE GRAÇA E ELES RESOLVEM. QUEM CALA CONCENTE, NÃO PODEMOS FICAR CALADOS.
    É O QUE EU PENSO.
    A NOSSA IGRE É MUITO ATACADA E NINGUÉM FAZ NADA.

    • Olá,Maria.
      A princípio, parece que não há previsão de exibição deste filme aqui no Brasil. Não caberia ação no Min. Público, por ora.
      Mas certamente, com organização e auxílio de juristas católicos, possamos nos defender melhor.

  3. + 1 DAS FACETAS DO ÓDIO
    Sabemos que há um extremado ódio a Jesus-Igreja católica e nada melhor que vilipendiar a religião da Igreja de 2000 anos, subtendendo-se seus fieis, a única que não lhes permitiu ao todo de dominar todas as nações sob a ditadura material-ateísta.
    Desde que o PT subiu ao poder mais especialmente, acirraram-se as perseguições, pois os comunistas pautam-se sob o DECÁLOGO DE LÊNIN, os 10 mandamentos dos socialistas, cujos preceitos que se inserem nessas prática mais específicas ao caso são no 1º: ” corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual” e no 9º: contribua para a derrocada dos valores morais, da honestidade…
    Os BBBs da vida, as sexo-novelas e mil semelhantes colaboram no esquema; o suposto católico que assiste, compra ou de alguma forma subsidia ou mesmo prestigia torna-se coparticipante e incentivador das obras das trevas.
    Por outro lado, a ascensão do comunista PT ao poder deu-se em virtude e muito das apostasias sucedidas na Igreja de sacerdotes e até uns poucos bispos que bandearam para o esquerdismo ateísta, assim com muitos religiosos e leigos subvertidos ou mesmo socialistas infiltrados na Igreja no intuito de se provocarem cisões.
    A herética Teologia da Libertação que é o Marxismo Cultural, doutrinação comunista sob forma religiosa para iludir os incautos é o clássico exemplo do relativismo religioso; daí tanto se esforçam os dirigentes do atual governo de impingir na população para aliená-la e, quem sabe, futura captura sem grandes resistencia de um povo desfamiliarizado e disperso entre si pelas lutas de classes tão incentivadas. Um Estado que se comportaria como ateu-militante e nada de laico, como se propõe e muito menos democrata.
    Há um forte liame entre o PT e a Teologia da Libertação e muitos dos pseudos religiosos e leigos demonstram-no exteriormente em uso do “anel de tucum”.
    O S Padre Paulo VI se referiu certa época á “fumaça de Satanás que havia entrado nas frestas da Igreja”…
    Quem vota no PT, se católico, conspurca o batismo, rejeita o cristianismo, convertendo-se num material ateísta, excluindo-se automaticamente da Igreja e no Juízo Final, além dos pecados pessoais responderá por de outras pessoas por ter colaborado com a instalação das injustiças, graças à sua ajuda, como nos abortos, uniões gays, etc.

  4. Se a gente disser que o ateismo é uma religião, isso mesmo é uma religião, muitos não crerão, mas é pelo fato seguinte: é a religião do “não crer em Deus”, a religião da irreligião, e mais interessante é que querem impor sobre nós tal crença, de não acreditar em Deus, especialmente da doutrina que provém da Igreja Católica.
    O “Politicamente Correto” é um exemplo claro: além de ser o puro marxismo, querem que nos curvemos a tudo quanto é ateismo que propõe e acatarmos como querem; se não aceitarmos, seremos “intolerantes, preconceituosos, homofóbicos” etc.
    Na verdade eles é que são o acima pois nada impomos como católicos a eles: é uma calunia contra nós para se justificarem; eles sempre usam desse expediente para sairem ilesos e os governantes do PT, partidos do trabalhadores (comunistas) são o exemplo claro disso, mais uma prova disso é que não se desculpam de nada, nunca se acusam de erro algum, ele está sempre nos outros, e de todos que o defendem são assim: não discutem, querem impor no peito e nas marra sua irreligião como nova forma de vida.
    Do mesmo jeito que jogam isso em nós podemos devolver a eles, jogando na cara deles como devolução do que nos acusam de graça para se passarem por bons, ou como apreciam também: sempre nos discursos serem vítimas de outros.
    E quanto ao filme, não ir a ele para não dar dinheiro e protestarmos quanto à sua exibição nas emissoras, amigos na redes sociais desincentivando a ir à sua exibição.
    ATEÍSMO = RELIGIÃO DA IRRELIGIÃO.

  5. A pobreza externa de S Francisco é muito explorada pelas ideologias social-comunistas!
    Só que jamais se atêem à sua verdadeira pobreza EM ESPÍRITO!
    Certamente atuaria na equipe dos Boffs & Cia que são aliados do marxista PT; é bom lembrarmos existem infiltrações de agentes comunistas na Igreja desde a década de 30 ordenados pessoalmente por Stálin, quem sabe, seriam um dos muitos fantoches stalinistas lá dentro agindo?
    Os versos abaixo ilustram os que aderem ao marxismo, incluindo-se eleitores:
    RETRATO DE QUEM PÕE FÉ NO DIABO!
    VERSOS PARA SE COPIAREM, SEREM MEDITADOS E GUARDADOS!
    Do aluizioamorim.blc, cantor gaúcho José Fighera Salgado.

    Que heróis são esses que ergueram massas
    Pregando o fim de alheias propriedades?
    Tramando golpes com base em mentiras,
    Ideologias de falsa igualdade?
    Que heróis fajutos, que com mil falácias
    Organizaram hordas de iludidos?
    Disseminando ódio entre as classes
    Com seus conceitos falsos e falidos?
    Que heróis de araque que até hoje guiam
    Servos que travam inúteis contendas;
    E assim militam por ruas e becos,
    E cortam cercas pra invadir fazendas?
    Que heróis bandidos que pregaram roubo
    E caridade com dinheiro alheio?
    Mas cujo bolsos de seus seguidores
    Não se abstém de os manterem cheios?
    Legado tosco o destes heróis,
    que greves tolas vão influenciando!
    Pelas escolas, poluindo livros;
    Nas faculdades, mitos se tornando!
    E os seguidores dos heróis de barro,
    Que alcançando pleno poder,
    Confiscam armas do povo que, assim,
    Nem mais a vida pode defender!
    Sagaz macabras as destes heróis,
    Cujos ideais, pátrias degeneram!
    Destroem jovens, corrompendo mentes
    Com utopias que nunca prosperam!
    São cultuados em todas as partes;
    Cidades, campus e universidades!
    E assim, aos poucos, seus servis soldados
    Calam as vozes que falam verdades!
    Triste destino o dos que lutaram
    Nas intentonas dos heróis falsários!
    Fortalecendo o perigo vermelho,
    Feito de ódio e rancor proletário!
    Pobre cabeça que acata as ideias
    De um falso herói mal-intencionado!
    Pobre do homem, que iludido entrega
    Sua devoção aos heróis errados

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s