Captare recomenda: Fratres in Unum

Dos espaços na internet que hoje veiculam notícias cristãs ou sobre o cristianismo, um deles se destaca pela variedade das fontes, pela firme defesa do ponto-de-vista tradicional e pela relevância das matérias apresentadas: é o blog Fratres in Unum. Este que eu chamo de “um dos grandes da blogosfera católica” (classificação que inclui o Deus lo Vult e o Contra Impugnantes) tem novas postagens praticamente todos os dias e sua gama ampla de assuntos cobre desde nomeações da hierarquia da Igreja, passando por publicações de documentos eclesiásticos, questões envolvendo as comunidades da tradição, comentários de vaticanistas, entrevistas com homens da Igreja e até notícias sobre a Igreja veiculadas na mídia secular. Às vezes, vemos lá artigos que só saíram em sites e blogs estrangeiros (de língua inglesa, italiana ou espanhola).

Um grande destaque deve ser dado ao recente caso do padre Leonardo Holtz, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, que deixou esta para ingressar na FSSPX, caso este que envolveu outros blogs como o Contra Impugnantes e o blog da Associação Cultural Montfort. Neste particular o Fratres in Unum serviu como um canal privilegiado onde o padre Leonardo pôde tornar público seu pensamento e sua versão dos acontecimentos.

Mas minhas recomendações particulares vão para a Carta Pastoral “Aggiornamento” e Tradição, na qual o grande bastião da tradição católica do Brasil, de saudosa memória, Dom Antônio Castro Mayerexcelentes diretrizes para reconhecer e combater as novidades que atacam ou se opõem à perene Tradição da Igreja; e para a notícia que saiu no Le Fígaro: As discussões doutrinais entre Roma e Ecône estão concluídas, que dá conta do término do debate entre a Santa Sé e a FSSPX, debate esse tão importante para o tempo em que nós nos encontramos.

Boa Leitura!

2 opiniões sobre “Captare recomenda: Fratres in Unum

  1. Bom dia

    O site fratres faz parte de uma dissidência da Igreja chamada os tradicionalistas. Recentemente a Congregação para a Doutrina da Fé emitiu condenação contra eles, chamando de “heresia” pois negam o valor do Concílio Vaticano II. A nota foi divulgada pelo próprio site do Vaticano. Pena que teve pouca repercussão nos meios, mas foi um duro golpe para eles: http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20121128_riflessioni-muller_it.html

    Por muitos outros motivos, esse pessoal é tido dentro da Igreja como o surgimento do neoprotestantismo: http://luterofedeli.wordpress.com

    Mas de fato, é uma heresia. E pouco falada. Eles são arrogantes e se acham a encarnação da Verdade.

    • Prezado (a) P, Viva Cristo Rei!

      Seja bem-vindo (a) ao Battle Site!

      Quanta bobagem! Não sei como alguém consegue espremer tantos erros num texto tão pequeno! Vamos examinar ponto por ponto do seu comentário:

      “O site fratres faz parte de uma dissidência da Igreja chamada os tradicionalistas.”

      Errado! Primeiro que você não pode julgar os tradicionalistas como se fosse uma coisa só. Há vários grupos dentro da posição tradicionalista e eles são bem diferentes entre si. Segundo que eles não são uma “dissidência”. A Fraternidade São Pedro é tradicionalista. O mosteiro do Barroux também. E também o é o Instituto Bom Pastor. Nenhum destes têm problemas com a autoridade Romana. Cadê a dissidência? Além do mais, mesmo a Fraternidade Sacerdotal São Pio X não é uma dissidência, pois eles não querem substituir ou derrubar a autoridade romana de modo algum. São apenas um grupo da própria Igreja em situação canônica irregular.

      “Recentemente a Congregação para a Doutrina da Fé emitiu condenação contra eles, chamando de “heresia” pois negam o valor do Concílio Vaticano II.”

      Esta parte do seu comentário é a coisa mais engenhosa que eu já vi em muito tempo. Pois são os tradicionalistas que têm o hábito de puxar do fundo da estante, documentos do Magistério que condenam certas posturas e palavras de alguns homens da Igreja da atualidade. Seu comentário tenta virar a própria arma dos tradicionalistas contra eles mesmos. Pena que, apesar de engenhosa, esta proposição seja inteiramente falsa.

      A expressão “emitiu condenação contra eles” é algo que só deve ser usado por documentos que façam parte do Magistério e que tenham peso definitório. O documento que você citou não faz parte do Magistério. É um simples comentário de um bispo à obra de um teólogo. Por um acaso do destino, o bispo é o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e o teólogo comentado hoje é Papa. Mas para que os cargos ocupados pelos envolvidos no comentário dessem efeito Magisterial ao texto era necessário que fosse um documento da Congregação da Doutrina da Fé, e não um mero comentário de seu prefeito, sem fazer nenhuma referência à congregação (creio que você saiba a diferença entre uma coisa e outra, não é?). E o homem que hoje é papa deve aprovar o documento como ensinamento da Igreja e não meramente ser citado, ainda mais em uma época em que nem era papa.

      Mesmo que fosse um documento da Congregação, ele não tem caráter definitório, pois o formato não é o usado para textos definitórios (é só um comentário) e não á nenhum dos caracteres formais de uma definição.

      Dom Gerhard realmente fala no documento que a hermenêutica da ruptura é “herética”. Mas isso é opinião só dele. A opinião de um homem não faz com que uma coisa se torne heresia. Curiosamente, o discurso de 2005 do papa citado por ele, que é onde se fala das duas hermenêuticas, não anatematiza a Hermenêutica da Ruptura. Ou seja, Dom Gerhard ta sozinho na afirmação desastrada dele.

      O tamanho do desastre a gente pode ver pelo seguinte: se a Hermenêutica da Ruptura é uma heresia, isso quer dizer que a Hermenêutica da Continuidade é dogma. Se você me apresentar a definição conciliar ou papal ex cathedra que transformou a Hermenêutica da Continuidade em um dogma, aí começamos a conversar.

      É fato patente que Dom Gerhard tem lá sua birrinha pessoal com os tradicionalistas. Aparentemente você também não gosta deles. O que você e Dom Gerhard têm que aprender é que não é porque alguém não gosta de tradicionalistas que eles se tornarão hereges.

      “A nota foi divulgada pelo próprio site do Vaticano. Pena que teve pouca repercussão nos meios, mas foi um duro golpe para eles[…]”

      É, espertinho? E como uma coisa pode ter sido um grande golpe se teve pouca repercussão? Isso é você quem diz. Mas eu não vi nenhum tradicionalista chorando a dor deste “duro golpe”. Eles continuam a se alimentar, dormir e escrever como sempre fizeram.

      “Por muitos outros motivos, esse pessoal é tido dentro da Igreja como o surgimento do neoprotestantismo: http://luterofedeli.wordpress.com”

      Tido dentro de que Igreja, cara pálida? E qual é a sua referência pra dizer tamanha bobagem? O blog “luterofedeli”, tendencioso, que não tem nenhuma caridade, e que foi criado para espalhar o ódio contra o finado professor? Qualquer um pode associar o tradicionalismo ao protestantismo. É um subterfúgio infantil e apelativo. E totalmente sem pé, nem cabeça.

      “Mas de fato, é uma heresia. E pouco falada. Eles são arrogantes e se acham a encarnação da Verdade.”

      Aí é que você se engana: o tradicionalismo não é pouco falado. Não use a si mesmo para medir os outros. Não é porque você não ouviu falar de algo que quer dizeros outros também não tenham ouvido. Falar que eles são “arrogantes” e “se acham a encarnação da verdade” não diz nada. É apenas uma ofensa gratuita.

      Você é bem-vindo (a) para comentar neste site sempre que quiser. Mas para falar mal dos tradicionalistas aqui é preciso ter ótimas razões. E as suas são fraquíssimas! Como eu já demonstrei em algumas postagens deste site, há um grande preconceito disseminado contra os tradicionalistas. Infelizmente você serviu de “idiota útil” para ajudar a propagar este preconceito.

      Pax et Bonvm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s