Um Santo Natal a todos!!!

Amanhã é a véspera do Natal do Senhor. Em nossos tempos sombrios, esta data é conhecida apenas por Natal, e passou a ser apenas uma ocasião em que se dão presentes, em que se enfeita um pinheiro com bolas coloridas e luzes que piscam, em que se come peru e panetone e, principalmente, em que se divulgam slogans que estimulam sentimentos tão adocicados quanto sem sentido e a benevolência esporádica para com as pessoas.

O Natal do Senhor não é isto! Esta data serve para nos lembrar deste que foi um dos dois acontecimentos mais importantes da história da humanidade (o outro acontecimento foi a Paixão do mesmo Senhor), que foi o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. A importância deste acontecimento é aquela que podemos ver difusamente nos primeiros versículos do Evangelho Segundo São João: Deus, na pessoa do Filho, que vive na Eternidade e tem poder sobre todas as coisas, assumiu nossa natureza e se encarnou, tornou-se humano como nós, sujeito a todos tipo de sofrimentos e até à própria morte. Esta sujeição, Deus a suportou para nos trazer a Salvação, para nos tirar debaixo do império do pecado e nos dar o conhecimento de d’Ele.

As próprias condições do nascimento do Senhor têm uma carga simbólica muito forte: nasceu na pobreza e rejeitado por aqueles que lhe deviam dar abrigo. Deus aceitou estas condições indignas de Sua Infinita Majestade, para nos unir novamente a Ele!

É claro que não há nada errado em montar árvores de Natal, comer peru e trocar presentes. Mas, os cristãos têm que fazer mais do que isso, pois são os guardiões da boa notícia do Natal do Senhor, e como guardiões são obrigados a participar das celebrações instituídas pela Igreja para distinguí-los como estes guardiões.

O papa São Pio X nos ensina, de modo simples e preciso, a maneira mais apropriada de comemorarmos o Natal do Senhor:

Do santo Natal

4. Que festa é o santo Natal?
O santo Natal é a festa instituída para celebrar a lembrança do nascimento temporal de Jesus Cristo.

5. Que tem de particular o santo Natal, entre todas as outras festas?
O santo Natal, entre todas as outras festas, tem duas coisas de particular. 1ª. que se celebram os ofícios divinos na noite precedente, segundo o uso antigo da Igreja nas vigílias; 2ª. que cada sacerdote celebra três Missas.

6. Por que quis a Igreja consagrar o uso de celebrar na noite de Natal os ofícios divinos?
A Igreja quis conservar o uso de celebrar na noite de Natal os ofícios divinos para renovar com vivo reconhecimento a lembrança daquela noite, em que, nascendo o divino Salvador, começou a obra da nossa Redenção.

7. Quais são as coisas que a Igreja propõe à nossa consideração nas três Missas do Natal?
No Evangelho da primeira Missa faz-nos considerar que a Santíssima Virgem, tendo ido de Nazaré a Belém, em companhia de São José, para aí fazerem registrar o nome, conforme a ordem do imperador, e, não tendo encontrado outro lugar, deu à luz Jesus Cristo dentro de um estábulo de animais, e depois o reclinou numa manjedoura de animais. No Evangelho da segunda, propõe à nossa consideração a visita feita a Jesus Cristo por alguns pobres pastores, a quem um Anjo anunciara o seu nascimento. No Evangelho da terceira, faz-nos considerar que este Menino, que no tempo se vê nascer de Maria Virgem, é desde toda a eternidade Filho de Deus.

8. Qual é a intenção da Igreja ao propor à nossa consideração os mistérios das três Missas do Natal?
A intenção da Igreja, ao propor à nossa consideração os mistérios das três Missas do Natal, é que agradeçamos ao divino Redentor o ter-se feito homem para nos salvar, que O reconheçamos juntamente com os pastores, e O adoremos como verdadeiro Filho de Deus, acolhendo as instruções que Ele tacitamente nos dá através das circunstâncias do seu nascimento.

9. Que nos ensina Jesus Cristo com as circunstâncias do seu nascimento?
Com as circunstâncias do seu nascimento Jesus Cristo ensina-nos a renunciar às vaidades do mundo e a apreciar a pobreza e os sofrimentos.

10. Na festa do Natal somos obrigados a ouvir três Missas?
Na festa do Natal somos obrigados a ouvir só uma Missa mas é bom ouvir as três para nos conformarmos melhor com as intenções da Igreja.

11. Que devemos fazer no santo Natal, para nos conformarmos plenamente com as intenções da Igreja?
No santo Natal, para nos conformarmos plenamente com as intenções da Igreja, devemos fazer quatro coisas: 1ª. preparar-nos na vigília, unindo ao jejum um recolhimento maior que o de costume; 2ª. purificar-nos por meio de uma boa confissão, e ter um vivo desejo de receber a Nosso Senhor; 3ª. assistir, se for possível, na noite precedente, aos ofícios divinos e às três Missas, meditando no mistério que se celebra; 4ª. empregar este dia, quanto nos for possível, em obras de piedade cristã.

Além do ensinamento de São Pio X, no blog Download Católico tem uma novena composta por Santo Afonso Maria Ligório para o Natal. No site do Apostolado Veritatis Splendor há um artigo interessante, defendendo que Nosso Senhor teria de fato nascido no dia 25 de Dezembro.

A todos vocês um Santo e Feliz Natal do Senhor!!!
Captare

Uma opinião sobre “Um Santo Natal a todos!!!

  1. Pingback: Santo Natal « Lúdico Medieval

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s