O perdão a Lúcifer e o Símbolo

(Aviso: Este post foi publicado no antigo Captare’s Battle Site. Portanto, muitas idéias aqui expressas podem não corresponder ao que penso atualmente, podendo até mesmo contradizer meu modo de pensar atual).

“Unleash the Angel of the Light
Thank him for bringing us to Life
Lucifer is just a name

We are the only ones to blame
Just look around, I’m not insane
Satan is a child of our God”

(“Spread Your Fire” – Angra in Temple of Shadows)

O trecho acima é o trecho da canção de abertura do mais novo álbum da banda de metal brasileira Angra, “Temple of Shadows”. O nome da música é “Spread Your Fire”(“Espalhe Seu Fogo”). Esse é um álbum conceitual, todas as letras são baseadas em um conceito, no caso, uma história e é sobre esse conceito que eu vou falar hoje.

A história começa na Idade Média, quando a grande taxa de desemprego e a própria metalidade armamentista da época criavam um ambiente propício para que as grandes potências religiosas(Islã, Judaísmo e Cristianismo) alimentassem pretenções de obter ou manter o controle sobre Jerusalém, a Terra Santa. Nesse período, um cavaleiro cruzado conhecido como “The Shadow Hunter(o Caçador de Sombras)” encontra, numa de suas viagens um rabino cego e que tinha visões(?). Sem saber que o cavaleiro era um escolhido de Deus para levar a luz da sabedoria às pessoas da terra, o rabino lhe entrega um livro com todas as páginas em branco, gritando:”Espalhe seu fogo! Queime os templos abaixo!”. À primeira vista o cavaleiro pensou que o velho fosse louco, mas com o passar do tempo ele começa a questionar as atitudes aramamentistas da Igreja e toda a guerra santa que estava sendo travada. Com o tempo, ele se une à ordem dos Templários, onde ele tem acesso a antigos manuscritos sagrados com as leis de Deus. Mais tarde, em uma jornada, ele conhece uma prostituta que ao invés de lhe dar prazer, lê o seu destino nas cartas. Quando ele parte e chega ao campo de batalha, ele é ferido gravemente e desmaia tentando chegar à cidade de Constantinopla. É socorrido por dois irmãos muçulmanos em cuja casa ele conhece a irmã deles, Laura, com quem vem a se casar e ter dois filhos depois. Enquanto as crianças crescem, ele vai escrevendo seus sonhos e visões no livro dado pelo rabino. Tempos depois, durante um ataque dos cruzados a Jerusalém, sua mulher e seus filhos são mortos e ele decide fundar uma religião anti-eclesial onde começa a pregar uma doutrina de paz e tolerância. Depois de algum tempo ele é perseguido e preso pela Igreja e diante dos juízes ele expõe sua “Teoria da Luz”:

“Nenhuma verdade absoluta pode existir numa mente humana, pois cada único pensamento está submetido a um julgamento pessoal e arbitrário.”

Após isso ele é condenado à morte. Enquanto aguarda a morte, ele é visitado por anjos na prisão até que chega o seu último dia onde ele tem certeza de sua redenção apesar do arrependimento sobre toda a sua vida.

A história, acima de tudo é triste, carregada de um clima pesado, típico da idade média, e tem bastante conceitos anti-religiosos, mas fora isso é todo um contexto a se refletir. Primeiro, a Teoria da Luz exposta na música “Angels and Demons(Anjos e Demônios)”, é baseada, entre outros conceitos, no “Perdão a Satanás(The Forgiveness of Satan)”, que de cara pode parecer até um lance satanista, mas não é. Essa questão foi inclusive levantada, por mim é claro, no grupo de círculo bíblico do qual eu participo. Na ocasião eu questionei o motivo de Deus ainda permitir a existência de Satanás, senão pela esperança de que ele se arrependesse algum dia. Instalou-se a polêmica! Chegou a ser colocado que Satanás só continuaria existindo até hoje para que Deus mostrasse a ele que ele sempre esteve errado. Eu disse que Deus não seria tão arrogante a esse ponto, de arriscar que milhões de almas se perdessem no inferno só para dar uma lição no safado do Diabo. Essa ainda é uma questão sem resposta na mente desse Questionador dos Deuses…

Segundo, a própria Teoria da Luz contém um erro gravíssimo: “Nenhuma verdade absoluta pode existir em uma mente humana…”. Besteira! Só não conseguimos alcançar a verdade absoluta por que nos concentramos demais nos nossos próprios pontos de vista! Nos prendemos àquilo em que queremos acreditar e todo o resto parece besteira ou errado. Está certo que todo o nosso pensamento está submetido ao nosso julgamento arbitrário e que não podemos absorver toda a verdade, mas nós podemos sim contemplá-la e entendê-la na totalidade!!! Outra coisa legal nessa música é que ela diz que todos nós somos anjos e demônios mascarados(“We’re Just Crawling angels and demons disguised…”), que é mais ou menos o que eu procuro mostrar chamando vocês de anjos terrestres!!!

Terceiro, quando o cavaleiro encontra a prostituta-maga, essa lhe diz que suas visões só fariam sentido quando ele encontrasse a estrela da manhã(mornintg star). Quando ele está sendo levado pelos irmãos muçulmanos ele vislumbra no céu a estrela da manhã, uma estrela de seis pontas que aparenta uma cruz e um tridente fundidos no mesmo símbolo. Originalmente esse símbolo poderia parecer também algo meio obscuro, mas o que ele quer dizer é que tudo foi criado por Deus e nada pode se tão ruim assim. Não concordo com a junção da cruz e do tridente mas acabei achando nisso O MEU SÍMBOLO: Reinterpretando o símbolo ele pode significar a junção da letra grega “Tau”(que simboliza os escolhidos de Deus, a Cruz, A Teologia, etc.) e a Letra grega “Psi”(que simboliza a Psicologia), unindo as duas ciências que regem a minha busca pela verdade.

Quarto, o trecho que introduz a postagem, diz que nós somos os únicos culpados pelos nossos atos(“We are the only ones to blame…”), mesmo quando usamos alguma desculpa para justificá-los, é a máxima da Libertação, onde aprendemos a tomar sobre nós a responsabilidade de todas as nossas escolhas, até daquelas às quais não prestamos muita atenção!!!

Em resumo, toda a obra deste álbum está nota dez, desde a qualidade do som à complexidade e técnica das músicas. Mas o que está muito bom mesmo é todo o conceito em que é baseada a história! Apesar de eu não concordar com muitas coisas expostas nas letras e achar que elas foram feitas muito baseadas no sentimento de mágoa contra todo o fanatismo religioso, eu acho que existem ali idéias muito válidas e que reforçam em muito minhas próprias crenças apesar de me fazer questionar muitas coisas também…

Recomendo a todos que tentem conseguir esse álbum para apreciação, mesmo que não sejam fãs de heavy metal(o Angra põe uns ritmos brasileiros em algumas músicas e até Milton Nascimento canta neste cd), e mesmo que seja só para dar uma lida no encarte e conferir a história. Vale a pena até o último ponto final e a última nota!!!

Captare

*************

E>Olá!<3

E no clima do novo cd do Angra, eu tenho que contar que eu fui no último show deles aqui no Canecão. KARAKA!!! Sem dúvida, esse foi o melhor show que eu já fui na minha vida. A banda de abertura foi mais ou menos, os caras são até bons mas a galera tava na expectativa do angra. E quando eles entraram, foi aquela explosão. Na primeira música eu não consegui enxergar nem ouvir muita coisa mas depois eu fui mas para trás e aí eu pude ver e ouvir tudo perfeitamente. E quanto ao show? Teve músicas que eu não esperava que eles tocassem(mas que estão entre as melhores deles), como “Carolina IV” e “Never Understand”; Teve as principais músicas pauleiras da banda(a citar: “Carry On”, “Nothing to Say”, “Nova Era” e “Spread Your Fire”); Teve um coral formado po quase todos os membros da banda em duas músicas; Teve Edu Falaschi(Vocal) tocando violão no palco; Teve muita interação com o público, muitos solos de guitarra e baixo geniais e muitos agudo do vocalista que está com uma técnica cada vez mais apurada! E quanto a mim? Pulei e cantei muito! Eu sabia todas as letras e não houve nenhuma música que fosse desnecessária. É claro que houve uma que eu queria que eles tocassem no show, mas não deu devido ao extenso repertório que eles já tinham programado. Vai ser difícil eu ir ao show de outra banda que supere este!

Tenho que dividir com vocês também uma novidade meio chata: A poucos dias eu fui assaltado e isso me causou um grande impacto, não financeiro, mas psicológico. Foi assim: Eu estava voltando de um baile, numa Igreja em Marechal Hermes. Alguns conhecidos me trouxeram de carro até o bairro vizinho ao meu(Bento Ribeiro) me deixando a duas ruas da minha casa. Eu disse pra eles que não tinha risco nenhum, pelo menos eu pensei que não tinha risco nenhum. Ao descer uma das ruas e virar a esquina eis que para do meu lado um Peugeot 206, salta um cara de lá de dentro e faz que vai pegar uma arma na cintura. Meu primeiro impulso foi correr, mas com a possibilidade de ele estar armado eu resolvi aceitar a derrota. Aí ele me deu um soco no pesoço, abaixou minha cabeça e me levou para o muro me revistando inteiro e gritando coisas como”celular, dinheiro, relogio…” ou algo assim. Nisso saltaram mais dois caras, sendo que um deles me deu um chute na perna que quase nem enostou direito, foi mais pra tentar assustar mesmo. Nisso eles levaram o meu celular e a minha carteira com os meus documentos. Não me fizeram nenhum grande mal, nem físico nem financeiro. O celular tem seguro, a linha foi bloqueada e o aparelho não é GSM, então elels não podem usar ele com outra linha e os documentos eu posso tirar segunda via. O que me deixou mais chateado doi o fato de eu não ter conseguido olhar nos olhos deles para insinuar que eles iam perder bem mais do que eu neste assalto, mostrar que eu não estava rendido ao terror infundido por eles e sim à vontade que tudo aquilo acabasse logo. Talvez tenha sido um pouco de covardia da minha parte… outra coisa que me chateou é o fato de eu estar a apenas uma rua de casa quando isso aconteceu, não foi nem um grande descuido, foi pura falta de sorte… Talvez eu ache que não mereça esse juízo… Enfim, foi só mesmo para dividir minhas impressões sobre esse episódio com vocês…
Quanto às minhas bandas: A FalangE está para reformular todo o seu site e estamos mandando ver nas gravações do nosso EP demo. A Morbid Cry esteve um tanto parada mas está para voltar a ensaiar em breve. E a Vontrue, acho que infelizmente acabou, eu encontrei com o pessoal lá no Canecão e eles disseram que não estão mais tocando…

Quanto às mulheres, em breve talvez tenhamos novidades nesse sentido, mas por enquanto é segredo! Vamos ver como as coisas acontecem a partir de agora…

Não vou recomendar que vocês visitem o “Legado do andarilho“, porque ele está MUITO desatualizado, mas aviso que em breve vocês o terão de volta totalmente reformulado, o Andarilho já está trabalhando nisso. Mas eu recomendo que vocês visitem o Blog “Fênix“, da Marcela que já tá de namoradso novo!!!, e deixem lá também seus comentários…

E>Vejo vocês em breve!<3
Captare

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s