Lavagem de roupa suja

(Aviso: Este post foi publicado no antigo Captare’s Battle Site. Portanto, muitas idéias aqui expressas podem não corresponder ao que penso atualmente, podendo até mesmo contradizer meu modo de pensar atual).

Será que eu tou ficando louco??!! Não é possível que que ninguém perceba o que é tão claro para mim!!!

Deixa eu me explicar: Hoje(Ontem na verdade) eu tive uma série de reuniões avaliando toda a encenação, feita pelo grupo jovem da nossa paróquia sobre a Paixão de Cristo. Todo ano nós temos essa encenação. E todo ano nós temos avaliação depois dela. Mas o que me deixou muito cansado foi que além das avaliações houve uma generalizada “lavagem de roupa suja entre os membros da comunidade”. Aí você que está lendo pode pensar “Ah, isso é bom! Porque os problemas estão sendo colocados em pratos limpos para serem discutidos e eles podem chegar a uma solução!…” Ao que eu respondo “Pelo contrário!!! Os problemas são colocados em pratos limpos para serem discutidos E SÓ ISSO!!! Não existe uma efetiva busca pela solução do problema e sim, metade das pessoas se justificando, e dando desculpas para suas atitudes, e a outra metade querendo fazer com que seu ponto de vista prevaleça! E aí o problema fica rodando em torno de si mesmo e vão surgindo novos culpados a cada minuto e o maldito problema não é resolvido!!!”

As pessoas tem uma mania desprezível de, quando sua imagem é ameaçada, argumentar com a voz da emoção, principalmente a raiva e o ressentimento, ao invés de argumentar com a voz da razão, e buscar a solução verdadeira do problema. Todos adoram se fazer de “coitadinhos” e ficam apontando, com uma ênfase desnecessária, os defeitos dos outros, procurando sempre estar certo, ter razão, vencer uma luta que na verdade só existe na cabeça de cada um e qua prejudica a todos que estão envolvidos. PORRA!!! Será que ninguém consegue perceber que a mágoa é algo que você acumula sozinho?! Que são as ilusões que nós criamos sobre outras pessoas geram o ressentimento??!! Será que isso é tão difícil de perceber?! O pior é que NÃO É!!!

Quando sentimos que temos que falar algo mesmo que tenhamos que magoar alguém, nós sabemos perfeitamente que vamos magoar esse alguém. Então porque falamos??!! Porque fazemos tanta questão de que o nosso ponto de vista prevaleça?! “Ah, é por que nós devemos lutar por aquilo que acreditamos!” Mas será que realmente acreditamos ou estamos usando isso como desculpa para LUTAR contra outras pessoas?! E outra, porque nós ainda devemos lutar quando o adversário é outro ser humano, quando na verdade deveríamos estar promovendo a paz?!

Os mais revoltados que lêem isto, podem até dizer “é por isso que eu não tenho religião!!”, mas fora da Igreja acontece muito pior, pois se num lugar em que uma das leis proíbe a luta contra outras pessoas, acontece isso, que dirá no mundo aí fora, que não tem lei nenhuma que impeça a luta entre seres humanos!!!

Prá vocês fica a questão: Reclamamos tanto que nosso mundo deveria ter mais paz, menos violência. Mas como podemos exigir a paz se não conseguimos gerar ela dentro de nós mesmos?! E como não conseguimos gerar ela dentro de nós se sabemos exatamente as conseqüências da nossa violência contra aqueles que estão próximos?!

Taí duas ótimas perguntas…

Captare

*************

E>Olá!<3

E aí, Anjos Terrestres? como têm ido neste período em que eu andei meio ausente?
Bem, de mim eu posso dizer que eu e o grupo jovem do qual eu participo, conseguimos realizar a encenação da Paixão de Cristo, na rua com muita gente assistindo todas as partes! Foi um sucesso!!! Estou bem satisfeito quanto a isso…

Também estou satisfeito pois a FalangE teve, nessa semana, seu primeiro ensaio em estúdio! Como foi? Foi uma aventura: Primeiro, nós pensamos que o estúdio fosse perto da casa do Hilton(Batera), em Irajá. Quando chegamos lá, ele não estava esperando a gente no ponto. O celular dele estava desligado. Tivemos que procurar a praça perto de onde ele morava. A praça era um tantinho longe e nós acabamos nos perdendo. Foi quando ele liga prar nós e pede para que nós esperemos na praça onde nós estávamos. Quando ele chegou nós ainda tivemos que andar um bom pedaço a pé e pegar mais dois ônibus para descobrir que o estúdio era no Méier! O mais impressionante é que encontramos NO ÔNIBUS um carinha que toca contra-baixo e o convidamos para a banda. No final da história, eu cheguei tarde em casa, mas contente pelo ensaio que foi bem produtivo…

Quarta-Feira que vem eu devo ir no show do Los Hermanos, em Niterói. Pela galera que vai lá, já sei que vai ser a maior bagunça…

Por enquanto é só isso. Passem no “Legado do andarilho“, que tá com novas fotos para vocês apreciarem( ou rirem à vontade). Passem também no blog “Fênix“, da Marcela, que tá com um texto muito legal do Caio Fernando Abreu sobre a Páscoa.

Não esqueçam de deixar seus comentários, no link abaixo, e deixar suas mensagens no Fórum de discussões!!!

E>Até mais!<3
Captare

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s